Mister Monster




Mister Monster: Um monstro adolescente

No final de 1998, a banda que rapidamente se tornaria reconhecida como uma das mais sangrentas no submundo do punk rock da atualidade foi formada. Mister Monster foi iniciado pelo cantor/guitarrista J~Sin Trioxin. A banda se formou, escreveu, gravou, lançou, e tocou seu primeiro show em questão de 6 semanas. O Público em seu primeiro show de halloween em 1998 ficou fascinado por seu desempenho, e seu primeiro lançamento "Songs From the Crypt" teve sua primeira prensagem esgotada em questão de dias. 4 prensagens depois, a banda tocou em New Jersey e New York City regularmente em casas lotadas. Pequenas Tours pela Tri-State area (area formada pelos estados de Nova York, Nova Jersey e Connecticut), e mudanças na Line Up seguiriam a banda pelos próximos 18 meses.
 .Em 1999-2000, J~Sin gravou faixas para uma demo de 5 canções e recrutou diferentes amigos para apoiá-lo nos varios shows de NYC/NJ como Mister Monster e The Back Alley Butchers. No Final de 2001, agora como uma banda completa, independentemente financiariam e produziram o disco completo “Over your dead Body”, contendo os já intitulados cult/clássicos: "This Night I Call (Bad Luck), "Prom Night", "Scars 19" e "Resident Evil". O Video de “Bad Luck” junto com o video de “Gore Whore” podem ser encontrados como material bônus no filme de Terror "Creepy Tales: Girls Night Out" (Cinema Sky) onde as musicas da banda aparecem no soundtrack junto com os Misfits. Eles também apareceram em compilações como: "Grave Rockers" e "This Is Horrorpunk" ao lado de Nekromantix, The Crypt Keeper 5, The Independents, Blitzkid, The Spook e Rock City Morgue.
 .A banda também participou do Jogo "Vampire The Masquerade: Bloodlines" (Activision) ao lado de Empire Hideous e Ghoultown. De suas Tours por todos os EUA e produções auto-financiadas, Mister Monster tem ganhado status cult com fãs de todo o mundo. Seu Fã Club, The Skeleton Crew, é um meio que tem ajudado o Mister Monster a ganhar popularidade e status cult que merecem. Seus modos D.I.Y (Do It Yourself/faça você mesmo) de excurcionar e auto-produzir têm os garantido sucesso ao longo de 8 anos de banda. Com cada gota de sangue que dão, Mister Monster luta por respeito entre os vivos e os mortos.

O onipotente J~Sin Trioxin

O Front man J~Sin Trioxin tem viajado o mundo espalhando sua combinação unica de horror e doo-wop cinquentista, trazendo arrepios classicos de volta para o gênero Horror Rock. Nascído e criado em New Jersey, J.T mergulhou em idade precoce na cena punk underground.
 .Em 1997, aos 16 anos, ainda no colegial, ativamente envolvido ele começou sua carreira musical se apresentando e excurcionando com bandas. Seu talento como musico o levou a se juntar à “Famous Monster” Misfits US tour como técnico de guitarra do Doyle, e ser recrutado por Myke Hideous na reencarnação de “The Empire Hideous” excurcionando os EUA.
 .Em 1998, ele formou a banda de Boo-wop Mister Monster. J~Sin e sua banda da costa leste fugiram da sepultura, assumindo o trono como reis da cena horror punk. Em 2001, Mister Monster lançou seu album de estreia "Over Your Dead Body" alcançando sucesso instantâneo. Com a continua crescente demanda desse album, a Hells Hundred Records (NYC) atualmente o relançou com faixas bonus e video clips. Nâo contente de se conter num unico ato ou empreendimento, J~Sin empregou seus talentos em inumeros outros atos dentro de sua curta carreira. Somado ao Mister Monster, ele também se envolveu como guitarrista da popular banda de deathrock, Blitzkid. J.T assumiu o papel de guitarrista de Turnê de Michale Graves nas tours de 2005-2007 assim como do ultimo album , “Illusions”.
.Atualmente, J~Sin voltou a Nova Jersey trabalhando com Wednesday 13, como seu guitarrista de turnê e atualmente compondo material novo para o ultimo album do Mister Monster.


Mister Monster: Status Cult

Em 1977, o estado Americano de Nova Jersey testemunhou o surgimento de uma das bandas mais autênticas da musica punk: Os Misfits.
.Idealizado pelo jovem Glenn Danzig (aos 22 anos), os Misfits logo caíram em evidencia entre os jovens daquela época pela abordagem original que tinham. Danzig era fissurado em filmes de horror, ficção cientifica, suspense e filmes B, além de quadrinhos e Elvis Presley e ao seu modo, juntou tudo isso e deu vida a seu próprio monstro.
1977 The Misfits
.Os Misfits chocaram uma sociedade careta e inspiraram jovens de todo os Estados Unidos e de boa parte do mundo falando sobre o que gostavam: violência, morte, sexo, homicídios, teorias conspiratórias, estupros, sangue, vísceras, ódio, rancor, amor, vingança, assassinos, monstros, criaturas malignas, alienígenas, psicopatas, demônios, zumbis e tudo mais que você se lembrar ter visto em filmes do gênero fantástico. Tudo isso num fundo musical pesado e distorcido, misturando a rapidez dos três acordes do punk com um bom doo-wop e rockabilly influenciado por Elvis Presley.
.Para Danzig, criatividade não tinha limites. Não bastava chocar com letras pesadas e agressivas, tinha de chocar visualmente e foi pensando nisso que Danzig fez uma das homenagens mais mórbidas e mais legais da historia do rock/punk. Danzig criou uma versão zumbi do recém-falecido rei do rock. Com o icônico topete de Elvis abaixado e maquiagem preta ao redor dos olhos, os Misfits homenagearam Elvis e ao mesmo tempo o ironizaram por falarem sobre assuntos que o bom mocismo do rei jamais o deixariam abordar. Talvez Danzig não fizesse ideia, mas sua criação foi tão original que se tornou um subgênero do punk rock: o Horror Punk, ganhando adeptos e uma cena e se tornando uma das primeiras bandas temáticas do punk.
.O tempo não para (dizia cazuza) e vinte anos depois, o mesmo estado de Nova Jersey voltou a testemunhar algo tão autêntico quanto Misfits. Em 1997, um desses muitos jovens que enxergaram em Misfits algo a mais, se inspirou na banda e ajudou a modelar o Horror Punk.
James Del Rio, J.V. Bastard, Trioxin e Christopher Germs
.Jason Trioxin é o jovem em questão. Mister Monster foi uma das primeiras bandas da nova era do horror punk, mostrando outras abordagens que o gênero poderia seguir e como isso poderia acontecer.
.As composições de Trioxin trouxeram ao horror punk a possibilidade de se falar sobre contos do gênero fantástico (reverenciando autores como Stephen King), a poesia gótica e as neuroses tão comuns a espécie humana, dando mais inteligência à musica horror punk e a tornando mais rica e filosófica. Outro ponto marcante que Mister Monster integrou ao Horror Punk, foi o faça você mesmo (DIT – Do It Yourself). Sem patrocínios, mostrou que quem tem vontade de fazer, não precisa de mais nada, não precisa de financiamento. Com seu empreendedorismo, autofinancia produções, lançamentos, shows, divulgação, tours e gastos. Com isso incentivou e motivou outras bandas a fazerem o mesmo.
.Sendo o único membro fixo da banda, J~sin Trioxin mostrou independência a grupos que se formam por obrigação apenas pela banda, sem nem mesmo se gostarem. Para os shows ou gravações, Jason contrata músicos de apoio para dá-lo suporte (alguns são figurinhas repetidas como Argyle Goolsby, JV Bastard e Andrew Stripes).
.Mister Monster é uma das bandas mais cultuadas e copiadas por tudo de novo que ajudou a integrar na musica Horror Punk.

Por que Mister Monster?

Você que chegou até aqui e não conhece a banda e ainda não está convencido sobre sua qualidade e a você que conhece, mas ainda não entendeu por que diabos Mister Monster é uma banda cult, te darei cinco bons argumentos pra entender.
.A seguir listarei cinco musicas que ajudarão a entender o que foi dito até aqui. São cinco canções que retratam a personalidade da banda em linha do tempo, uma de cada álbum, em uma espécie de analise critica. Uma de cada álbum, as canções escolhidas não simbolizam ser superiores as outras que não apareceram na lista, mas canções que definem a identidade Mister Monster. Se tem alguma canção que você queria saber mais e não apareceu na lista, não se acanhe e diga nos comentários.

Top 5: Mister Monster

Musica: Prom night
Álbum: Songs from the crypt
Faixa: 01
Ano de lançamento: 1998
.Prom night é uma das canções obrigatórias nos shows da banda. É a abertura do primeiro álbum, cheia de personalidade, exibindo a personalidade autoral, a ligação com a literatura e a autenticidade. Imagina que loucura: no lugar onde você estuda tem uma garota esteticamente excluída, menosprezada por quase todos e pra piorar essa garota tem poderes paranormais e sofre nas mãos de um vil corpo estudantil — Pois é, se você já leu ao romance, estou falando sobre Carrie (Stephen King; 1974) — que a humilha em um dos dias mais especiais de sua vida, mas é ai que entra em cena a criatividade de Trioxin criando uma historia paralela para o conto, dando a Carrie um amante, alguém que a aceita e a admira do modo como é, propondo a ela uma fulminante vingança contra seus algozes e algum sexo, claro. O conto já havia deixado sua critica social e a musica veio para complementá-lo mostrando que até uma panela esteticamente desajustada (torta) tem uma tampa que lhe cai bem

Musica: Glow
Álbum: Skeleton Crew
Faixa: 08
Ano de lançamento: 2000
.Glow é sem duvidas uma das canções que melhor expressam o lado poético de Trioxin como compositor e ajuda a modelar o lado autêntico da banda. A poesia da musica começa a ser tramada a partir de um instrumental melancólico bem casado com um —ótimo— vocal que em tom pesaroso cria uma vibe de tristeza e despedida. Algo não está bem. Trioxin discute as dificuldades de se romper um relacionamento e a dor do Adeus. Indiferente ao motivo, relacionamentos chegam ao fim e como seria mais fácil se não tivéssemos muitas vezes que partir o coração de alguém dizendo: “Acabou”. É pensando nisso que nosso personagem encontra um caminho mais fácil pra aliviar essa dor: um homicídio, ateando fogo na companheira que se deixa pra trás. O lado poético fica por parte do entendimento não explicito de que a morte é uma dor mais tolerável do que um coração partido; e a nobreza de seu gesto.

Musica: Teenaged dreams
Álbum: over your dead body
Faixa: 11
Ano de lançamento: 2001
.Mister monster aborda à sua maneira, muitos temas adolescentes. Talvez isso seja um dos fatores do culto em torno da banda, por muitos de seus fãs a conhecerem em algum momento da adolescência ou já em idade adulta e se identificarem com um momento relatado com uma experiência vivida em sua adolescência. Deve ser dito que essa abordagem acontece de maneira franca, sem o intuito de explorar os jovens com algo tão comum a muitos para capitalizar, e principalmente de maneira autêntica. E é através de metáforas a mortos-vivos e zumbis que a banda se dispôs a discutir as adolescentes desilusões amorosas . Amar sem ser correspondido é como estar à sete palmos do chão ou, esperar pelo amor de alguém é vagar como morto-vivo.
Não consigo deixar de pensar em que tipo de desilusão o Trioxin e o J.V Bastard passaram para comporem teenaged dreams e a atmosfera que a caracteriza.

Musica: Dying day
Álbum: Exhuming graves and making dates (Split w/ Blitzkid)
Faixa: 02
Ano de lançamento: 2002
.Dying day não se trata de uma composição de Trioxin, trata-se de uma das clássicas composições do Blitzkid. J~sin Trioxin sempre teve grande amizade com Argyle Goolsby e TB Monstruosity (Blitzkid) e por vezes tocou com os caras, ajudou na gravação do álbum five cellars below, além de shows que ambas as bandas comandavam, por serem reconhecidas como as principais bandas da renovação do horror punk. É difícil falar de Mister Monster e não relacionar ao Blitzkid, são duas das bandas mais autenticas dessa geração. Naturalmente surgiu a ideia de um Split entre as bandas, a afinidade entre ambas exigia isso. Exhuming graves and making dates trata-se de um ótimo trabalho, temos cada banda apresentando um pouco de seu trabalho e interpretando o trabalho do outro, é difícil dizer qual cover ficou melhor, Blitzkid deu outro tom à Little Frankenstein, sendo um dos melhores covers feito por eles, já Mister Monster não ficou pra trás.
Dying day é uma canção que tem a cara do Mister Monster, uma musica que fala sobre desilusão amorosa, arrependimento e suicídio, como um ultimo lamento, ultimas palavras. A musica foi gravada em 2001 (pelo Blitzkid) para o álbum let flowers die e em 2002 ganhou sua versão à la mister monster, com um final diferente do original. O resultado ficou tão bom que em 2007, Blitzkid regravou a musica para o seu anatomy of reanimation (espécie de coletânea onde a banda aprimorou os arranjos de suas musicas) e usou a versão criada por Trioxin, passando a usá-la assim até em shows. Dying day evidencia o talento e a criatividade de Trioxin como musico.

Musica: Deep Dark
Álbum: Deep Dark
Faixa: 01
Ano de lançamento: 2004
 .Não seria nenhum pouco arriscado e pretencioso afirmar que essa canção é a mais cult já composta por Trioxin, por mais que penso em argumentos contra isso, sou tomado cada vez mais por essa certeza. Tudo nessa musica é acima do normal. Não estou certo por onde começar.
 .Deep Dark é uma canção provocativa, altamente reflexiva que busca chamar nossa atenção para o diferente (algo muito presente no trabalho da banda). Nos é proposto refletir sobre esquizofrenia, uma doença mental que atinge muitas pessoas e questionar o valor da realidade e da ilusão. É evidente que a canção faz uma critica ao preconceito que as pessoas têm pelos esquizofrênicos e começa dai a tramar a canção. Se já não bastasse todas as dificuldades encontradas em se ter um transtorno desse tipo, o preconceito acaba por isolar o portador, o levando a solidão e a tudo que isso pode acarretar, principalmente em frustração quando pensamos que seres humanos têm necessidades de se relacionar. A falta desse alguém com quem dividir uma xicara de café, faz nosso personagem desenvolver uma companheira através de seu transtorno, porém, o levando a constante questionamento sobre sua existência. É ai que acontece o perfeito (ao meu ver) questionamento sobre o real e o fantasioso. Nosso personagem opta pelo fantasioso, porque se pensarmos bem: É melhor ser feliz com uma mentira do que infeliz com uma verdade. O que você pensa a respeito ?
 .Outra coisa que merece grande destaque são os arranjos da canção, uma das mais diferentes entre todas. Há um riff poderoso e pegajoso que horas após ouvirmos a musica ainda o temos na cabeça, há uma vibe elétrica que nos faz querer pular provocada por um ótimo solo de guitarra, um daqueles de arrepiar os pelos do braço e um perfeito solo de baixo executado pelo grande Argyle Goolsby e o grande vocal de Trioxin que tem uma autêntica tonalidade esquizofrênica perturbada. Tudo isso ajuda a ilustrar essa confusão de pensamentos e sentimentos perturbados.

Considerações finais

Bom, chegamos ao fim. Após essa (pretenciosa, talvez) análise o que você pensa agora sobre Jason Trioxin e seu Mister Monster ? Consegui chamar sua atenção ou se trata de uma banda descartável ? Deixe sua opinião nos comentários, divida conosco. Se você gostou da postagem, ajude-nos a saber: curta e compartilhe, propague nosso trabalho com os amigos e pessoas que você acha que devam se informar a respeito. Caso encontre algum erro ou conheça uma versão diferente do que aqui informado, por favor nos informe e torne nosso trabalho melhor porque todo nosso conteúdo é autoral, oriundo de mentes perturbadas. Vamos aos downloads.

Downloads

Songs from the Crypt [1998]

01 - Prom Night
02 - Gore Whore
03 - Tell me why (Belmonts Cover)
04 - Little Frankenstein
05 - Tina n Freddy
06 - Dead flesh gurl





http://www.mediafire.com/download/xd0x1c1ece8eb4l/%5B1998%5D%20Songs%20from%20The%20Crypt%20%40hereaftersounds.rar

Skeleton Crew [2000]

01 - All my monsters
02 - Gore Whore
03 - Little Frankenstein
04 - Amy Sue
05 - Tell me why
06 - Love me
07 - Science Fiction Double Feature
08 - Glow



http://www.mediafire.com/download/1hd0d7ab85cj7fd/%5B2000%5D%20Skeleton%20Crew%20(EP)%20%40hereaftersounds.rar

Over your dead body [2001]


01 - Weird N.J
02 - Over your dead body
03 - Guaranteed 2 bleed
04 - Love thornz
05 - This night i call bad luck
06 - Till the end
07 - Murder 4 hire
08 - Bigger shop of horrors
09 - Prom night
10 - Amy sue
11 - Teenaged dreams
12 - Tina n Freddy
13 - Little Frankenstein
14 - her open grave
15 - Gore whore
16 - Resident evil
17 - Dead flesh gurl
18 - Transylvania-mania
19 - Send more paramedics

http://www.mediafire.com/download/r0iw44ki2oddiha/%5B2001%5D%20Over%20your%20dead%20body%20%40hereaftersounds.rar

Exhuming graves and making dates (Mr. Monster and Blitzkid Split) [2002]

Mister Monster Side
01 - Scars 19
02 - Dying day
03 - Glow

Blitzkid Side
04 - Bodysnatchers
05 - Little Frankenstein
06 - Return to the living
07 - Bluebirds over the mountain
 

http://www.4shared.com/file/vioGC9Hp/Blitzkid__Mr_Monster_Exhuming_.html

Deep Dark [2004]
01 - Deep Dark
02 - Torn prince
03 - Glow
04 - Science fiction double feature








http://www.4shared.com/file/vioGC9Hp/Blitzkid__Mr_Monster_Exhuming_.html

Breaking Hearts And Eating Brains Since 98 [2007]


Songs From the Crypt (previously extremely limited release 98)
01 - Prom Night
02 - Gore Whore
03 - Tell Me Why
04 - Little Frankenstein
05 - Tina N Freddy
06 - Dead Flesh Gurl
All My Monsters (previously unreleased 99)
07 - Prom Night
08 - Tina N Freddy
09 - Bigger Shop of Horrors
10 - Dead Flesh Gurl
11 - Amy Sue
12 - Gore Whore
13 - Resident Evil
14 - All My Monsters
Demos (previously unreleased)
15 - 18 Scars 19
16 – Send More Paramedics
and
17 - I'll Watch Them Die (brand new track)

http://www.4shared.com/file/vioGC9Hp/Blitzkid__Mr_Monster_Exhuming_.html


Fontes:
[1] [2] [3] [4] [5]

Comentários

Postagens mais visitadas